© 2019. Centro de Memória da Imigração da Ilha das Flores.

Faculdade de Formação de Professores - UERJ/FFP

Rua Dr. Francisco Portela, 1470. Patronato. São Gonçalo-RJ

Sala 304D

  • Facebook - Círculo Branco

Realização:

Logo FFP

Apoio:

cnpq-logo_edited_edited.png

Exposições de longa duração

Emigrar, migrar, imigrar  (2016)

A exposição está na Casa do Intérprete (sede do Museu da Imigração da Ilha das Flores). Organizada em cinco módulos, apresenta a história da imigração no Brasil através de imagens, vídeos e outros documentos. No espaço é possível interagir com duas salas expositivas: Experiências (I)migratórias e História da Hospedaria.

 

Local de exposição: Museu da Imigração da Ilha das Flores

Circuito a Céu Aberto (2012)

O Circuito a Céu Aberto integra o roteiro de visitação à Ilha das Flores. Através de uma mediação guiada, o visitante percorre o conjunto arquitetônico e paisagístico da Ilha, que permanece em grande parte similar àquele vivenciado pelos imigrantes durante o período de funcionamento da Hospedaria de Imigrantes. O trajeto é composto por cinco paradas: o Cais do Bote, local de partida e chegada entre a Ilha das Flores e as cidades de São Gonçalo e Niterói, a Praia do Diretor, onde desembarcavam os imigrantes, a Capela de Santa Terezinha, onde são abordadas as vivências religiosas e infantis, a Casa do Farmacêutico, onde são descritos os serviços realizados na hospedaria, e os Alojamentos, destinados à acomodação dos imigrantes.

Local de exposição: Museu da Imigração da Ilha das Flores

Exposições itinerantes

A Hospedaria na Imprensa: representações da Ilha das Flores (2019)

A exposição tem por objetivo apresentar as representações da Ilha das Flores na imprensa carioca a partir de reportagens publicadas nos séculos XIX e XX durante o período de funcionamento da hospedaria de imigrantes, ressaltando os serviços oferecidos na hospedaria, as reformas, o debate sanitário, a discussão sobre o imigrante ideal durante o pós-guerra e os outros usos da Ilha das Flores, além de hospedaria de imigrantes.

 

Local de exposição: Museu da Imigração da Ilha das Flores.

 

A Presença Imigrante em São Gonçalo (2017)

A exposição teve por objetivo destacar a presença imigrante em São Gonçalo, o terceiro município do Estado do Rio de Janeiro em número de imigrantes residentes, segundo o último censo do IBGE (2010). Além das estatísticas, a exposição apresenta histórias de imigrantes de diferentes períodos históricos – a Grande Imigração (1880-1920), o Pós Segunda Guerra Mundial (1937-1945) e a imigração contemporânea (1980-2017) – que permitem refletir sobre deslocamentos populacionais, experiências, vivências, conflitos e valores de pessoas que buscam (re)construir suas vidas na sociedade brasileira e, em particular, na cidade gonçalense.

 

Locais de exposição: Museu da Imigração da Ilha das Flores, Casa das Artes Vila Real (São Gonçalo) e Espaço Cultural Correios (Niterói).

Os moradores, suas fotos, suas memórias. A Hospedaria de Imigrantes da Ilha das Flores pelas coleções fotográficas de seus funcionários (2015)

Realizada em 2015, a exposição teve como objetivo apresentar a Hospedaria da Ilha das Flores através do olhar dos funcionários e de suas fotografias. A Ilha das Flores foi cenário de vivências não só dos imigrantes, mas também de migrantes e funcionários. Estes últimos eram responsáveis pela integração dos imigrantes e migrantes à nova terra, através da realização de serviços burocráticos, médicos, de alimentação, limpeza e segurança. A partir de entrevistas e das coleções pessoais de Anne Georgiadis, Baltazar Gonzalez, João Martins de Almeida e Leopoldino Brasil, a exposição retrata não apenas o cotidiano e a estrutura material da Ilha das Flores, mas também acontecimentos importantes, como as visitas do presidente Getúlio Vargas em 1939.

Locais de exposição: Museu da Imigração da Ilha das Flores, Casa de Artes Vila Real (São Gonçalo) e Espaço Cultural Correios (Niterói).

Exposições temporárias

Hospedarias de Imigrantes na América do Sul: Rio de Janeiro, São Paulo e Buenos Aires (2013)

A exposição foi parte do Seminário Internacional Hospedaria de Imigrantes, realizado em 02 de dezembro de 2013, na Ilha das Flores. Através de fotografias, entrevistas e matérias de jornais, apresenta o processo de recepção, acolhimento e encaminhamento em três grandes hospedarias da América do Sul: a Hospedaria de Imigrantes da Ilha das Flores (Rio de Janeiro), a Hospedaria de Imigrantes do Brás (São Paulo) e o Hotel de la Rotonda (Buenos Aires).

Local de exposição: Museu da Imigração da Ilha das Flores.